Entrevista

Cinderela Moderna

alexandra.jpgFoto: Reprodução Facebook

“O indivíduo […] me segurou pelo pulso com uma das mãos e me enforcou com a outra, quando conseguiu me imobilizar sussurrou no meu ouvido que se eu ficasse quietinha seria mais fácil, ele passou a mão no meu corpo enquanto eu me debatia rezando em pensamento pra Deus me ajudar”. Esta foi parte do depoimento que Alexandra Oliveira, 20 anos, fez, após sofrer a terceira tentativa de estupro. A decisão de escrever o relato na rede social foi o passo inicial que resultaria no Projeto Cinderela, fundado por Alexandra. “No dia seguinte da postagem começou a vir muito compartilhamento, muita gente perguntando, e as mulheres tiveram coragem de ser expor por causa do meu relato”, comenta. A repercussão trouxe a vontade de ajudar de alguma forma todas essas vítimas, e o desejo foi concretizado com um projeto que tem como objetivo levar apoio.

Continue lendo “Cinderela Moderna”

Anúncios
Opinião

A ameaça da falta de contexto

museuuFoto: Santander Cultural/ Divulgação/ Facebook 

A discussão se assemelha a “Marvel ou DC”, “biscoito ou bolacha”, “Friends ou How I Met Yout Mother”. Escolha seu lado e defenda-o! Se diz ver a parte boa nos dois está em cima do muro, desculpe, mas pode ir embora. Ou fica e escolhe logo um lado, senta e lê a lista com os mandamentos. E bora argumentar, entra aí na discussão do facebook.

Continue lendo “A ameaça da falta de contexto”

Eventos, Minimalismo

Juicybazar10 e Bazar da Ju Goes trazem o conceito de upcycling para a baixada Santista

juicy.jpgFoto: Juh Guedes

A décima edição do Juicybazar se juntou com o bazar da influenciadora digital Ju Goes e abraçaram a causa da economia circular e do consumo consciente, vestindo a bandeira e propondo o assunto na baixada santista. O evento, que acontecerá dia 14 de outubro, é 100% beneficente e conta com a ajuda de empresas e da população cada vez mais engajada em causas sociais e ambientais.

Continue lendo “Juicybazar10 e Bazar da Ju Goes trazem o conceito de upcycling para a baixada Santista”

Séries

Atypical retrata autismo com leveza e humor

atypical01

Um menino autista de 18 anos é protagonista da série lançada em agosto na Netflix, Atypical. A história, que gira em torno de Sam e da sua busca por uma namorada, é cercada de dramas reais que a família enfrenta diariamente para incluir o garoto em uma sociedade tão intolerante. E o sucesso dado à série se deve a forma que trataram todos esses assuntos: com muita leveza e humor.

Continue lendo “Atypical retrata autismo com leveza e humor”

Comportamento, feminismo

Ressignificar o “ser mulher”

tumblr_ovnx59YL9U1wa0gtoo1_1280Arte da foto: Mariana Simões | Texto da foto: Thaís Sereno

O “ser mulher” me veio aos onze anos. Depois de me arrumar, passar um pouco de maquiagem e colocar pela primeira vez um salto que tinha comprado, fui ao shopping com minha mãe e avó. Em uma loja, na parte dos filmes e livros que estava vazia, um senhor se aproximou. Me perguntou onde ficavam os DVDs e deu um passo para perto. Perguntou se eu indicava algum e deu mais um passo. Perguntou se eu ia sempre ali e deu mais dois. Foi então que eu corri.

Continue lendo “Ressignificar o “ser mulher””

Comportamento, Séries

O sentimento ao começar Game of Thrones (atrasada)

game-of-thrones-ep45-ss05-1920jpg.jpeg

Se você é prudente, começou faz tempo. Se não, fez como eu, e esperou tudo isso pra assistir e confirmar o que diziam. Game of Thrones é uma daquelas séries que não dividem opinião: ou você ama ou é louco. E não sou eu que estou dizendo (ao menos, não sou só eu que estou dizendo).

Continue lendo “O sentimento ao começar Game of Thrones (atrasada)”

Comportamento, Cultura Pop, feminismo

Bora ser amigas?

sororidadee“Amizade de homem é muito melhor” foi a fala que eu reproduzi por anos da minha vida. Especialmente no ensino médio, quando meus amigos eram quase unanimamente homens. A verdade é que eu me sentia mais confortável e próxima deles por meu jeito mais desleixado. No começo deste ano entrei na faculdade e fiz mais amigas mulheres. Comecei a questionar a frase que eu reproduzia repetidamente e me perguntei: por que eu dizia isso?

Continue lendo “Bora ser amigas?”